Open post

formas super SIMPLES para ganhar massa muscular

o que fazer para ganhar massa muscular?

Criar músculos requer uma boa harmonia de Vitalidade, o que sugere que você opte por consumir apenas mais calorias do que queimar. Você precisa de cerca de 2.800 calorias para criar 1 kg (um quilo) de massa muscular, principalmente para ajudar na renovação das proteínas, que pode ser elevada com o treinamento.

Ao aderir a essas oito estratégias, você conseguirá aumentar a massa muscular de maneira eficiente e rápida.

Seu sistema pode produzir cerca de 227g de músculo por semana, por isso, caso você consuma muita energia tentando criar mais massa muscular, também poderá obter excesso de gordura.

Aconselhamos consumir 250 a 500 calorias adicionais diariamente. Caso você adquira gordura de maneira conveniente, mantenha-se dentro do fechamento diminuído do sortimento e, se achar difícil obter libras em geral, busque um acabamento mais alto com a seleção.

Acabará por escolher algumas tentativas e erros para procurar o volume certo de calorias adicionadas para desenvolver músculos e permanecer magro.

Além disso, o estudo implica que o consumo de proteína magra de quinze a 20 minutos antes, durante e após uma única hora de operação, pode muito bem permitir a obtenção de impulso muscular. Como é provável que você não tenha um bife ou peito de galinha no ginásio, um consumo ou complemento de proteínas pode ser vantajoso imediatamente antes, durante ou logo após as rotinas, mas simplesmente não é necessário.

No entanto, nem tudo é proteína. Trata-se de ingerir muitos alimentos que atendem ao seu gasto calórico e oferecem a nutrição como parte de uma dieta saudável e equilibrada que pode ajudá-lo a criar músculos, perder gorduras e adquirir muito melhor. Aqui estão 8 diretrizes fáceis que podem ajudá-lo a seguir na direção certa.

1. COMA O PEQUENO ALMOÇO PARA AJUDAR A CONSTRUIR MASSA MUSCULAR

Isso lhe dá uma explosão imediata de energia e ajuda você a ficar cheio até a próxima refeição ou lanche. Ele também define a tendência: você tenderá a comer de forma mais saudável se o dia começar com um café da manhã forte e saudável. Suas melhores apostas se você está tentando construir massa muscular são omeletes, smoothies e queijo cottage.

2. COMER CADA TRÊS HORAS

Comer a coisa certa na hora certa é crucial para ajudá-lo a aumentar sua massa muscular. A maneira mais fácil é tomar seu café da manhã, almoço e jantar, como de costume, intercalados com as refeições após o treino, antes da cama e com dois lanches no meio. Ao manter sua ingestão de alimentos alta, isso significa que você não sentirá tanta fome, porque comer refeições menores com mais frequência do que algumas refeições grandes diminuirá o tamanho do estômago.

Você se sentirá cheio mais rapidamente e sua cintura cairá, enquanto você também terá menos desejos. Não comer por longos períodos pode fazer com que você coma demais na próxima refeição ou se encher de lanches não saudáveis ​​da máquina de venda automática. Portanto, para interromper qualquer desejo, coma em horários fixos todos os dias e seu corpo ficará com fome nesses horários.

o que fazer para ganhar massa muscular

3. COMA PROTEÍNA COM CADA REFEIÇÃO PARA AUMENTAR SUA MASSA MUSCULAR

Você precisa de proteínas para construir e manter os músculos. Para conseguir isso, você deve comer pelo menos 1g por 454g de peso corporal. Isso é 200g / dia se você pesa 91kg. A maneira mais fácil de obter essa quantidade é comer toda uma fonte de proteína a cada refeição. Esses incluem:

• Carne vermelha. Carne de vaca, porco, cordeiro, etc.
• Aves domésticas. Frango, peru, pato, etc.
• Peixe. Atum, salmão, sardinha, cavala, etc.
• Ovos. Não acredite nos mitos do colesterol. Coma a gema.
• Laticínios. Leite, queijo, queijo cottage, quark, iogurte, etc.
• soro de leite. Não é necessário, mas é ótimo para agitar facilmente após o treino.
• Experimente também opções veganas, como lentilhas, tofu, sementes e nozes.

como adquirir massa muscular

4. COMA FRUTAS E VEGETAIS COM CADA REFEIÇÃO

A maioria deles (não todos) é de baixa caloria: você pode comer seu estômago cheio sem ganhar gordura ou peso. Frutas e vegetais também estão cheios de vitaminas, minerais, antioxidantes e fibras, o que ajuda na digestão, mas tenha cuidado ao verificar o teor de açúcar de algumas frutas.

5. Coma carboidratos apenas após o treino

Enquanto você precisa de carboidratos para obter energia, a maioria das pessoas come mais do que precisa. Limite sua ingestão de carboidratos somente após o treino.
• Coma frutas e legumes com todas as refeições. Estes contêm poucos carboidratos em comparação com grãos integrais, com exceção de milho, cenoura e passas.
• Outro carboidrato pós apenas treino. Isto é arroz, macarrão, pão, batata, quinoa, aveia, etc. Evite carboidratos brancos e coma grãos integrais.

6. COMER GORDURAS SAUDÁVEIS

Gorduras saudáveis ​​melhoram a perda de gordura e a saúde à medida que digerem lentamente. Certifique-se de equilibrar sua ingestão de gorduras, coma gorduras saudáveis ​​a cada refeição e evite gorduras trans e margarina artificiais.

7. BEBA A ÁGUA PARA AJUDAR A CONSTRUIR MASSA MUSCULAR

O treinamento de força causa perda de água através da transpiração, o que pode prejudicar a recuperação muscular e, portanto, não ajuda a aumentar sua massa muscular. Beber água evita a desidratação, mas também a fome, pois o estômago vazio pode fazer você pensar que está com fome.

8. COMER ALIMENTOS INTEIROS 90% DO TEMPO

Para realmente obter os resultados desejados e aumentar significativamente sua massa muscular, 90% da ingestão de alimentos deve consistir em alimentos integrais.

• Toda a comida. Estes são alimentos não processados ​​e não refinados (ou pouco refinados) que chegam o mais próximo possível do seu estado natural. Exemplos: carne fresca, peixe, aves, ovos, vegetais, leguminosas, frutas, arroz, aveia, quinoa etc.
• Alimentos processados ​​Geralmente contêm açúcares adicionados, gorduras trans, nitratos, xarope de milho, sódio e mais produtos químicos.

Exemplos:

  • bagels,
  • barras de frutas,
  • cereais,
  • pizza,
  • biscoitos,
  • salsichas,
  • refeições congeladas,
  • suplementos

6 dicas de comida para queimar gordura rápido

1- Sucos Vegetais

Rico em nutrientes e baixo teor de quilojoules, os saudáveis ​​sucos de vegetais orgânicos são um substituto de refeição ideal para a força e a vitalidade. Faça sucos vegetais de folhas verdes uma rotina diária, se você quiser sua barriga mais cedo.

2 – Cogumelos

Os cogumelos são uma maravilha mágica da barriga chata; rica em vitaminas e baixa em quilojoules; eles são um dos únicos alimentos que se expandem em seu estômago e lhe dão aquela sensação “completa”.

3 – Atum na água da nascente

Alta proteína, baixo teor de gordura; real guarnição de comida.

4 – Legumes

Legumes!!! Coma muitos legumes, muitas vezes. O tempo todo! E beba água o tempo todo!

5 – Ovos

Os aminoácidos nos ovos são convertidos em músculo de queima de gordura com mais eficiência do que qualquer outro alimento ou bebida alimentados com proteína. Pesquisas recentes mostram que comer ovos tem pouco ou nenhum efeito sobre os níveis de colesterol no sangue.

6 – frango magro

Rico em proteína de construção muscular, o peito de frango magro é o melhor amigo da cozinha.

DIGA NÃO : Álcool, pão branco, arroz branco, massa branca, queijo, chocolate, sorvete, doces, batatas fritas, batatas fritas, refrigerantes / refrigerantes, alimentos processados ​​/ carnes (bacon / salsicha / salame etc), manteiga, margarina, suco de frutas comerciais, alimentos processados ​​e embalados.

Exercícios para perder barriga rapido Pra fazer em casa

Exercícios para perder barriga rápido : Perder gordura da barriga pode parecer uma tarefa assustadora que é quase impossível, no entanto, é o local mais perigoso para armazenar gordura no corpo e envolve os órgãos internos, dificultando o seu funcionamento adequado.

Também conhecida como gordura visceral , essa gordura pouco atraente circula por toda a corrente sanguínea, o que aumenta o risco de diabetes tipo 2 e doenças cardíacas.

É hora de se mover , suar e perder peso ! Aqui estão os melhores Exercícios para perder barriga rapido :

Melhores Exercícios para perder barriga rápido em homens

Aqui estão seis exercícios para os homens considerarem que não precisam de nenhum equipamento

1. Abdominais

As abdominais ainda são uma excelente maneira de reduzir a gordura corporal enquanto queima calorias.

  • Deite-se de costas com os joelhos dobrados, na largura dos quadris.
  • Coloque as mãos atrás da cabeça com os cotovelos bem abertos.
  • Respire fundo e envolva os músculos do núcleo (músculos abdominais superior e inferior) ao levantar o tronco, incluindo os ombros, mantendo a cabeça para trás sem puxar o pescoço.
  • Faça 20 repetições.

2. Exercício abdominal de bicicleta

  • Ainda de costas, mantenha as mãos atrás da cabeça.
  • Traga os joelhos para o peito e endireite uma perna enquanto gira a parte superior do corpo em direção ao joelho dobrado oposto.
  • Alterne com as pernas direita e esquerda até realizar 20 repetições – 10 de cada lado.

3. Prancha

  • Vire-se de frente e coloque os cotovelos embaixo dos ombros.
  • Flexione os pés e levante todo o corpo para que fique paralelo ao chão.
  • Segure por 60 segundos.
  • Trabalhe até 1, 2 e 5 minutos.

Além de trabalhar os músculos abdominais, este exercício trabalha todos os músculos do seu corpo.

4. Ande ou corra

Caminhar ou correr é um excelente exercício, não apenas para reduzir a gordura da barriga, mas também para diminuir o risco de doenças crônicas, como câncer de diabetes tipo 2 ou colesterol alto. É uma ótima maneira de tonificar e fortalecer os músculos, braços e pernas do núcleo abdominal.

Você pode queimar 100 calorias por quilômetro, dependendo do seu peso, apenas correndo. Comece devagar e trabalhe até 30 a 40 minutos todos os dias.

5. Elevadores de pernas

Ao voltar da caminhada ou corrida, você pode realizar levantamentos de pernas.

  • Deite-se de costas, com as palmas das mãos voltadas para baixo, logo abaixo dos quadris, para que suas mãos fiquem esticadas.
  • Envolva os músculos do núcleo e levante os quadris e as pernas, mantendo-os retos.
  • Realize 10 – 12 repetições.

6. Burpees

Burpees são uma das melhores maneiras de perder gordura da barriga mais rapidamente do que qualquer outro exercício.

  • Comece em pé, com os pés afastados na largura dos ombros.
  • Dobre os joelhos para uma posição agachada – coloque as mãos no chão – e volte para a posição da prancha.
  • Traga os pés para trás pulando em direção às mãos e levante-se.
  • Repita 10 vezes.

Com isso dito, é fundamental que você deva mudar seu estilo de vida, que inclua uma dieta saudável combinada com esses exercícios, pois ambos desempenharão um papel importante na perda de gordura da barriga. Em outras palavras, você pode exercitar tudo o que quiser, mas se não estiver comendo refeições saudáveis, será extremamente difícil fazer progressos na redução da gordura da barriga.

Aqui estão 6 dicas a serem consideradas:

  1. NÃO pule refeições.
  2. Inclua proteínas de alta qualidade em todas as refeições.
  3. Evite açúcar e alimentos altamente processados.
  4. Beba água durante o dia.
  5. Programe seu treino como se fosse uma reunião com um cliente – o cliente é VOCÊ.
  6. Limite sua ingestão de álcool.

Se você fizer essas alterações e executar os exercícios acima, será bem sucedido em perder gordura da barriga.

Exercícios para perder barriga rapido em mulheres

Para que as mulheres percam a gordura da barriga e o peso corporal com segurança, elas devem se comprometer com um programa de longo prazo que combina exercícios simples com uma dieta saudável.

Perder de um a dois quilos por semana é uma meta segura e realista. Também ajudará a prevenir diabetes tipo 2, doenças cardíacas e câncer.

Além disso, a gordura da barriga é desagradável e faz com que suas roupas caiam bem e sejam desconfortáveis. Existem dois tipos de gordura:

  • gordura macia que faz você parecer gordinho e
  • gordura visceral que faz com que seu corpo libere cortisol, o hormônio do estresse e outros compostos que aumentam a inflamação por todo o corpo.

A primeira gordura que você perde quando inicia um programa de exercícios é a gordura visceral ; no entanto, a gordura subcutânea pode demorar um pouco mais a perder, portanto, seja paciente.

Para as mulheres, aqui estão 6 Exercícios para perder barriga rapido

1. Exercício cardiovascular 

Seja andando, correndo ou andando de bicicleta ergométrica, escolha a que você fará e seja consistente. Apontar 40 minutos por sessão, porque o glicogênio é usado para fazer o trabalho durante os primeiros 20 minutos. Uma vez usado, o corpo utiliza a gordura corporal, incluindo a gordura da barriga, para fazer o trabalho.

Caminhar, correr ou andar de bicicleta requer que seu corpo use grandes grupos musculares e aumentará sua frequência cardíaca à medida que você se exercita. Isso queima mais calorias e ajuda a perder a gordura da barriga com mais eficiência. Além disso, o corpo converte triglicerídeos armazenados das células adiposas em energia, especialmente quando você queima mais calorias do que consome. A gordura visceral é geralmente a primeira a desaparecer porque é metabolicamente ativa.

Se andar de bicicleta ou correr não lhe agrada, encontre uma aula de dança ou STEP no centro de fitness local que possa ajudá-lo a manter-se mais consistente. Em outras palavras, procure algo que você possa gostar de fazer e espere ansiosamente.

2. Macacos de salto

Estes são considerados um exercício cardiovascular, mas também trabalham todos os músculos do seu corpo. Realizá-los em alta intensidade ajudará você a perder gordura da barriga mais rapidamente. Apontar para 20 polichinelos três vezes por semana.

3. HIIT

O treinamento com intervalo de alta intensidade (HIIT) envolve curtos períodos de movimentos ou exercícios com esforço total, seguidos pelos mesmos exercícios realizados em menor intensidade. Um bom exemplo disso seria caminhar em um ritmo normal e alternar entre caminhar e correr por um minuto durante o treino.

4. Trem de Força

As mulheres devem fazer questão de levantar pesos que criarão músculos tonificados e ajudarão seu corpo a queimar mais calorias em repouso. Procure aulas de força e tom no seu ginásio ou centro de fitness local ou você pode comprar um conjunto de halteres de 5 ou 8 libras e realizar uma variedade de exercícios simples duas vezes por semana.

Inclua cachos de bíceps, contrações de tríceps, lunges e agachamentos. Apontar para 12 repetições. Se você não quiser comprar halteres, pode usar dois jarros de um litro de água para fazer o seu treino.

5. PRANCHA DE BASE

A realização de uma prancha básica ajudará a fortalecer e tonificar todo o seu corpo, facilitando a perda de gordura da barriga e também de todo o corpo.

  • Comece em uma posição de flexão de joelhos e puxe a barriga em direção à coluna, mantendo as costas retas.
  • Mantenha a posição por pelo menos 30 segundos e mantenha-a por um minuto ou mais à medida que aumenta sua força.

6. Barriga de Pé

Invista em uma banda de exercícios com duas alças.

  • Você pode comprar uma alça que permita colocá-la em um atolamento de porta ou enrolar a faixa em torno de um pilar e sair diretamente na sua frente, segurando as duas alças.
  • Fique em pé com os pés afastados na largura dos ombros e pressione as alças do peito e segure por 2 segundos – solte e repita 10 vezes.
  • Você fortalece os músculos do núcleo ao resistir à banda enquanto pressiona as alças do peito.

Você pode perder a gordura da barriga quando combina exercícios com uma dieta saudável. Além de se alimentar de forma saudável e se exercitar, você deve aprender a lidar com o estresse. É uma das melhores coisas que você pode fazer por si mesmo meditando, praticando ioga e passando um tempo de qualidade com a família e os amigos.

Tente diferentes tipos de yoga para reduzir o estresse e fazer exercícios. Yoga e meditação são a melhor maneira de regular a grelina (hormônio da fome), cortisol (hormônio do estresse) e outros hormônios que desencadeiam o armazenamento da gordura da barriga. Além disso, ioga e meditação podem ajudá-lo a dormir melhor – um bônus a mais para ajudá-lo a perder a gordura da barriga.

Queime mais calorias do que você come

Perder gordura da barriga realmente se resume a queimar mais calorias do que você come. Se você cortar 500 calorias por dia durante uma semana (7 dias), perderá um quilo de gordura.

Contar calorias todos os dias pode ser bastante entediante, portanto, uma abordagem mais fácil seria cortar sua refeição , entrada ou sanduíche ao meio no almoço, por exemplo, e salvar a outra metade para o jantar.

Além disso, a ingestão de alimentos ricos em fibras, como frutas, vegetais, aveia e pães integrais, pode retardar a digestão e ajudá-lo a ficar cheio por mais tempo. Apontar para 25 gramas de fibra por dia.

Open post
Melhores atividades físicas para coração!

Melhores atividades físicas para coração!

Os cuidados com a saúde do coração devem estar cada vez mais presentes nas nossas vidas.

Melhores atividades físicas para  coração!

O dia a dia estressante, com muitos compromissos e pouco tempo para cuidar corretamente da alimentação, podem gerar uma série de problemas e muitos deles atingem diretamente este órgão que tem funções literalmente vitais para nós.

Não podemos descuidar dele, que muitas vezes pode nos surpreender silenciosamente, sem dar pistas anteriores! Então o cuidado é redobrado para que nosso coração tenha muita saúde e possa irradia-la por todo o organismo.

Conheça as melhores atividades físicas para o seu coração e viva mais feliz!

Não precisa ser atleta para cuidar do coração!

Muitas pessoas não se motivam o suficiente – ou usam como desculpa – para cuidar do coração com atividades físicas alegando que não conseguem fazer na intensidade necessária.

Porém, não precisamos ser atletas para cuidar dele. Exercícios moderados com regularidade já podem trazer benefícios grandes e imediatos: aumentar a resistência, a flexibilidade, a força e proteger contra doenças cardiovasculares.

Basicamente, o exercício moderado já promove a queima de calorias que, em repouso, o organismo não consegue queimar. Isto traz um efeito imediato de reduzir ou impedir a criação de placas de gordura nas artérias, que impedem o fluxo sanguíneo de chegar até o coração.

Alguns pontos de atenção devem ser pensados na hora de escolher a atividade:

  • A recomendação para um indivíduo adulto é de 150 minutos de atividade moderada ou 75 minutos de atividade intensa.
  • As melhores atividades para o coração são as que melhoram a condição cardíaca e respiratória, basicamente as aeróbicas.
  • Antes de iniciar a atividade física, consulte seu cardiologista para que ele avalie as suas condições cardíacas atuais, peça exames e investigue as condições cardiovasculares. Ele também fará a recomendação da atividade compatível com sua idade, peso, existência de doenças e condições físicas gerais.

01 – Caminhada

Esta é uma atividade que todas as pessoas podem fazer e com baixíssimo custo – no máximo, um bom tênis – não precisa ser o top de corrida – e roupas leves. Sobre o ritmo, caminhe em um ritmo forte o bastante para atingir a intensidade moderada.

O ideal é chegar logo ao nível de caminhada rápida que temos pouco antes de uma corrida inicial e leve. O gasto calórico e a atividade serão os melhores. E em pouco tempo você sentirá vontade de começar a correr!

02 – Corrida

Aqui é o seu passo seguinte depois de caminhar moderadamente e dar aquela acelerada. Comece com a caminhada rápida e intercale 2 minutos de corrida moderada com 5 minutos de caminhada rápida.

Á medida que a sua condição física vai melhorando, você pode aumentar o tempo dedicado à corrida até eliminar a caminhada rápida e ninguém mais parar você!

03 – Treino em Circuito

Você pode intercalar, dentro da mesma série ou em dias alternados, exercícios de força para melhorar ainda mais a resistência, a força muscular e a saúde cardíaca.

As atividades aeróbicas devem ser acompanhadas por exercícios de fortalecimento muscular, pois eles fortalecem a estrutura do corpo como um todo e protege contra os impactos que toda atividade enfrenta.

Por exemplo, o fortalecimento das pernas auxilia nas respostas delas aos impactos durante a caminhada ou a corrida. A maioria das lesões nessas atividades ocorre com pessoas que não fazem o trabalho de fortalecimento muscular.

Se você não tiver tempo para ir a uma academia, alguns equipamentos de musculação em casa poderão ajudar neste objetivo.

04 – Ciclismo

Antes de tudo, pedalar é altamente prazeroso, difícil encontrar alguém que não goste! Isso já ajuda muito a entrar pro ciclismo como forma de trabalhar pelo coração.

Além disso, você trará uma série de outros benefícios importantes para o corpo: reforçar a resistência do corpo, tonificar a musculatura dos membros e também da musculatura cardíaca.

Se pedalar na sua região é complicado, as bicicletas de academia também são recomendadas – nelas você pode até estender o tempo conforme a resistência, simular aclive, coisas que muitas vezes não podemos fazer nas ruas por segurança ou pelo trânsito.

05 – Natação

Talvez só a natação consiga rivalizar com o ciclismo no gosto das pessoas. Estar na água e se movimentar sem a preocupação com pisos irregulares e sem tanto impacto do calor é uma opção muito saudável.

E a natação é considerada um dos esporte mais completos em termos de benefícios para o organismo. Você consegue melhorar a condição cardíaca, a resistência física, o tônus e a força musculares.

A natação é especialmente indicada para pessoas que têm problemas graves de coluna ou de articulações que podem ser agravados nos outros esportes.

Open post
Cirurgia Bariátrica ou emagrecimento por Dieta

Cirurgia Bariátrica ou emagrecimento por Dieta?

O sobrepeso a obesidade pode ter muitas causas orgânicas que passam longe de todo esse descuido – e muitas vezes também se alimenta dele. Nestes caos, a Cirurgia Bariátrica surge como a grande esperança de uma qualidade de vida melhor.

Mas como toda grande intervenção no organismo, também tem seus riscos, muitas exigências depois para realmente funcionar para sempre.

E as pessoas devem avaliar bem se esta é a melhor ou se é a única opção. Muitas vezes nem pode fazer a Cirurgia Bariátrica. Então como fica? Sofrendo de obesidade por toda a vida?

O que pode ser melhor: Cirurgia Bariátrica ou emagrecimento por dieta? Não há uma resposta fechada. Cada pessoa tem uma história, um organismo. O mais importante é ter a orientação correta, pesar as opções e fazer a melhor escolha!

Cirurgia Bariátrica

A Cirurgia Bariátrica é um procedimento altamente invasivo pois, independente do método que for usado, vai alterar uma série de processos internos para levar ao resultado esperado.

É recomendada para quem tem obesidade mórbida, que deve ser atestada por um médico.

A partir daí, começam os exames e o período de preparação para a cirurgia, incluindo o preparo emocional, pois gera-se uma expectativa muito grande pelos resultados e o pós-operatório será decisivo, e com muitos esforços do paciente.

Muitas pessoas acham que a cirurgia por si resolve, mas é uma meia verdade. Sem dúvidas, ela traz uma série de vantagens logo após a intervenção:

  • Redução significativa de peso
  • Regularização da pressão
  • Controle ou eliminação do quadro de diabetes
  • Redução do nível de colesterol bom
  • Maior vitalidade e disposição para as tarefas e exercícios
  • Retorno da autoestima
  • Mais vontade de ter vida social

Por outro lado, o paciente terá uma série de cuidados já a partir do pós-operatório para que as condições sejam mantidas.

Após 18 meses, o normal é que o peso se estabilize e pode haver na maioria dos casos, e é natural, um reganho de 20% sobre o peso após a cirurgia. Como os especialistas avisam, não há procedimento bariátrico que impeça algum reganho.

Mas ele ultrapassar os 20%, entra em uma faixa de risco de perda de todos ou parte dos muitos benefícios da cirurgia.

Podemos ver que a Cirurgia Bariátrica é uma excelente forma de resolver os casos de sobrepeso e obesidade mórbida. Porém os pacientes devem ser preparados para uma grande mudança de hábitos (principalmente a atividade física) visando manter os resultados e se sentir motivados e felizes para sempre!

Dieta Alimentar

Se compararmos com a Bariátrica, a grande vantagem da Dieta Alimentar é a forma natural, sem intervenção cirúrgica e medicamentos, para emagrecer.

Existe uma série de dietas que realmente podem ajudar a perder peso gradativamente – que é o melhor processo: a pessoa se sente motivada a continuar e são comuns os casos de quem se tornou até obcecada por atividade física e comer de forma saudável.

Uma dieta sozinha, mesmo balanceada, pode trazer bons resultados a médio prazo, mas precisará de exercício físico para aumentar a perda de peso e manter o resultado, além de tonificar os músculos, trazendo a aparência saudável que todas nós desejamos.

Concluindo…

Se o caso é de obesidade grave, a Bariátrica pode ser uma forma rápida de ter um grande resultado, transformar o astral e motivar para começar a fazer o que é preciso para manter: alimentação saudável e atividade física. Porque sem eles, os resultados vão cair bastante.

Por outro lado, tentar perder peso com Dieta Alimentar e exercícios é uma forma natural, mais segura de emagrecer, além de não precisar fazer uma cirurgia e passar pelo pós-operatório complicado dela.

De qualquer, converse com seu médico sobre a sua situação de excesso de peso e entenda o que você pode tentar sozinha, como um desafio pessoal que sempre faz muito bem ao ego!

E se você escolher emagrecer fazendo dietas e atividades físicas, um suplemento que pode te ajudar é o Lipo 6 Nutrex.

Trombose Venosa Profunda (TVP)

Popularmente conhecida como trombose, é considerada assim pela formação de coágulos sanguíneos em uma ou mais veias que ficam localizadas na parte inferior de nosso corpo, ou seja, nas pernas.

Conheça o que e trombose

As tromboses por consequência desses coágulos bloqueiam o fluxo sanguíneo causando um inchaço e dor na região das pernas. Contudo, é considerado como problema maior quando estes coágulos passam a se movimentar pela nossa corrente sanguínea causando um processo chamado de embolia. A embolia é uma das grandes complicações decorrente da Trombose Venosa Profunda, podendo afetar veias importante como as dos pulmões, cérebro e correção.

Sintomas da trombose

Quaisquer pessoas podem apresentar sintomas e sinais de trombose, no entanto, devem ficar alertas por serem muito sutis.  Metade dos portadores de trombose não manifestam os sintomas, por isso, vamos conhecer alguns deles para ficar alerta.

  • Muitas dores nas pernas, principalmente nas regiões das panturrilhas, tornozelo e pés;
  • Uma grande sensação de queimação no local em que o coagulo afetou;
  • Ocorrem mudanças de cor da pele na região da perna afetada, podendo ficar avermelhada ou até azulada;
  • Ter a presença constante de edemas, mais conhecido como inchaços.

Diagnósticos e exames da trombose

Quando apresentado sintomas da trombose venosa profunda em suas pernas, é ideal procurar um médico cardiovascular para que ele analise as possíveis causas, tratamento e devidas prevenções afim de que a trombose não evolua para complicações mais graves.

Diagnostico

Para saber se realmente os sintomas que você apresenta é trombose ou não, o seu médico cardiovascular deverá lhe fazer diversas perguntas e também um breve exame físico. Entretanto, este exame não será o suficiente para um diagnóstico preciso. É necessário que você faça mais alguns exames como:

  • Exame de sangue para verificar a contagem de sua coagulação;
  • Tomografia e ressonâncias magnéticas: onde o médico poderá observar suas veias, e encontrar e que local de seus vasos existem as complicações e onde estão depositados os coágulos;
  • Ultrassom: é um dos primeiros exames a ser pedido para verificar a existência de coágulos;

Tratamentos da trombose

Depois de passar em um especialista e dado o diagnóstico é chegada a hora de começar o tratamento que são eles:

  • Parar o crescimento de coágulos sanguíneos;
  • Evitar que os coágulos possam avançar parar outras áreas de nosso corpo, impedindo assim diversas complicações;
  • Diminuir as chances do aparecimento de novas tromboses;
  • Uso de medicamentos conhecidos como anticoagulantes para diminuir a coagulação do sangue;
  • Uso de meias de compressão para diminuir os edemas (inchaços) nas pernas.

Prevenção

Como previnir a trombose

A prevenção da Trombose Venosa Profunda é tão simples como seu tratamento. Veja abaixo algumas delas:

  • Pratique exercícios regularmente;
  • Evite permanecer se sentado por muito tempo, levante e ande um pouco;
  • Evite o consumo de alimentos gordurosos, bebidas alcóolicas, excesso de cigarros. Tenha uma alimentação saudável;
  • Ficar acima do peso prejudica sua mobilidade e por consequência o sedentarismo acomete o sobrepeso em suas pernas;
  • Evitar muito estresse;
  • Ficar muito tempo deitado ou em repouso, se possível levante de tempo em tempo e faça uma caminhada;
  • Usar meias compressivas de vez em quando, principalmente para aquelas pessoas que trabalham muito em pé, pois isso ajudará na circulação e diminuirá o inchaço;
  • Não deixar de fazer visita regulares ao seu médico, e fazer um check up anuais.

Distúrbios da Tireoide

A tireoide é uma glândula localizada na parte inferior do pescoço que possui a forma de uma borboleta. Ela é responsável pela regulação de diversos processos metabólicos do nosso organismo. Existem inúmeros distúrbios da tireoide que podem acabar comprometendo a função e a estrutura da mesma.

Na maioria dos casos, os distúrbios da tireoide aparecem quando a glândula para de funcionar corretamente, passando a produzir uma quantidade maior ou menor de hormônios do que é considerado normal.

Doenças relacionadas a tireoide

É possível encontrar quatro diferentes tipos de doenças relacionadas à tireoide, são elas: hipertireoidismo, hipotireoidismo, bócio e nódulos benignos da tireoide e câncer da tireoide.

No hipertireoidismo, o corpo produz mais hormônios do que o normal, e no hipotireoidismo há uma redução da produção desses hormônios.

Entre os principais sintomas do hipertireoidismo podemos destacar a perda de peso, o aumento do apetite, da frequência cardíaca e da pressão arterial, transpiração excessiva, evacuação frequente, aumento do volume do pescoço e fraqueza muscular.

Já o hipotireoidismo é caracterizado pelo aparecimento de sintomas que podem incluir formigamento nas mãos, letargia, depressão, redução da frequência cardíaca, prisão de ventre e unhas quebradiças.

Exames e tratamentos para os distúrbios da tireoide

Doenças da tireoide

A partir do momento em que você identificar o aparecimento de um desses sintomas ou de um conjunto deles, o primeiro procedimento a ser tomado é procurar a ajuda de um médico.

Geralmente, o especialista responsável por tratar os distúrbios da tireoide é o endocrinologista. Procure se informar se na sua cidade há um médico com essa especialidade, e se não houver, marque uma consulta com um clínico geral, para que, se for o caso, ele possa te encaminhar para o endocrinologista mais próximo.

Além do exame físico e do seu histórico médico, que deverá ser informado no momento da consulta, você deverá fazer uma série de exames especializados para diagnosticar os distúrbios da tireoide. Entre esses exames, está o exame de sangue, que é utilizado para medir os níveis de hormônios da tireoide.

Os exames de imagem também podem ser solicitados com a finalidade de investigar a presença e o tamanho de possíveis nódulos na tireoide. Se algum nódulo for detectado, o médico poderá ainda solicitar a realização de uma biópsia ou de uma punção aspirativa, para identificar se os nódulos são benignos ou malignos.

Tratamento dos distúrbios da tireoide

O tratamento indicado para as doenças da tireoide vai depender especificamente da disfunção. Nos casos mais simples, pode ser necessário apenas um acompanhamento clínico ou o uso de medicamentos de forma contínua.

Muitas pessoas acabam adiando a consulta com o médico por se sentirem amedrontadas com o diagnóstico de uma doença relacionada à tireoide. Como acontece com qualquer outra doença, quanto mais rápido o problema for identificado, mais cedo começa o tratamento e mais chances você terá de ser curado.

No momento da consulta, é muito importante que você relate ao médico todos os sintomas que vem sentindo, com que frequência eles costumam aparecer e desde quando você notou o aparecimento dos mesmos.

Esse tipo de informação facilita o diagnóstico e faz com que o médico possa precisar exatamente quando foi que a doença apareceu.

É importante lembrar que as mulheres são até 8 vezes mais propensas a desenvolver os distúrbios da tireoide do que os homens, sendo assim, o cuidado deve ser redobrado.

O fator genético é crucial para o aparecimento das doenças da tireoide, portanto, se houver alguém na família que já tenha sofrido com o problema, é importante ficar atento e realizar exames preventivos

Cuidar dos distúrbios da tireoide assim como de qualquer doença que venha a nos acometer é uma obrigação pessoal. Nossa saúde agradece.

Curiosidades sobre o distúrbio da tireoide

Essa glândula tem por função regular um grande número de processos metabólicos em todo o nosso corpo. Vários distúrbios são capazes de alterar de forma significativa a sua estrutura e principalmente sua função.

Algumas curiosidades sobre o distúrbio da tireoide: você pode conferir logo aqui

Essa glândula regula funções importantíssimas em alguns órgãos como por exemplo o coração, o fígado, o cérebro e também os rins. Ela produz hormônios como T3 e o T4.

  • Nas crianças e adolescente, tem como função principal atuar no desenvolvimento. Mas também atua no peso, regulação dos ciclos menstruais, na concentração, na memória e no controle emocional;
  • Pessoas que sofrem com o hipotireoidismo possuem batimentos cardíacos mais devagar. O crescimento pode ficar bastante comprometido e também não conseguem ter o funcionamento correto do intestino;
  • Hipotireoidismo causa diminuição da memória, dores musculares e nas articulações, sensação de sono constante, cansaço extremo, altos níveis de colesterol no sangue e em casos graves, pode auxiliar na depressão.
  • Já nos casos de hipertireoidismo, geralmente o emagrecimento exagerado é a situação mais comum. Por esse motivo também ocorre do coração ficar acelerado, o intestino solto, além da pessoa dormir pouco e se sentir muito cansada;
  • Em alguns casos nas pessoas adultas, a tireoide pode chegar até a pesar em torno de 25 gramas. Dá para acreditar nessa que é uma das maiores curiosidades sobre o distúrbio da tireoide?
  • As disfunções nessa glândula podem acontecer em qualquer momento da vida. Além disso, na maioria dos casos nem mesmo o bócio acontece (aumento da glândula tireoide);
  • Quem consegue fazer o auto reconhecimento de um nódulo na sua glândula, pode conseguir estar salvando a própria vida. Caso isso ocorra, procure um endocrinologista o mais rápido possível;
  • Apenas 5% dos casos nódulos na tireoide são cancerosos. Acredita-se que aproximadamente 60% das pessoas vão sofrer com problemas de aparição de nódulos;
  • Além de possuir semelhança com uma borboleta, também lembra o formato de um escudo. Por esse motivo recebeu o nome de: aglutinação dos termos thyreós (significa escudo) e oidés (significa forma de);
  • O Teste de pezinho é muito importante na vida da criança. Muitas pessoas que vão ler essas curiosidades sobre o distúrbio da tireoide nem sonham que nesse teste é avaliado se a criança nasceu com hipotireoidismo.

Curiosidades sobre o distúrbio da tireoide para você que quer ir além no assunto

O istmo é uma área muito fina de tecido que fica bem no meio da glândula. Ele reúne os dois lóbulos da tireoide. O iodo é utilizado para a produção dos hormônios vitais.

Os hormônios vitais (T3 e T4) são os responsáveis pelo estímulo que as células recebem para trabalhar. Desse forma, temos a garantia que o nosso corpo está funcionando da maneira mais correta possível.

Sintomas observados em quem sofre de distúrbios da tireoide

Sintomas da tireoide

Alguns sintomas que você pode observar em relação ao distúrbio dessa glândula são:

  • Perda de peso em excesso e de forma rápida;
  • Apetite muito maior do que o normal;
  • Muitas evacuações durante o dia;
  • Tremedeira nas mãos;
  • Fraqueza muscular;
  • Transpiração excessiva;
  • Coração acelerado;
  • Alterações nos ciclos menstruais;
  • Aumento da sensibilidade ao frio;
  • Cabelo e pele ressecada;
  • Unhas quebrando facilmente.

Essas são apenas algumas formas de reconhecer esse problema. Em caso de dúvida é sempre indicado procurar um médico para uma melhor avaliação.

Com as curiosidades sobre o distúrbio da tireoide você ficou ciente da grande importância que essa glândula possuí para o funcionamento correto do nosso organismo. Não deixe de observar os sinais que o seu corpo dá.

Esquizofrenia

Sintomas da esquizofrenia

Muito ao contrário do que muitos pensam a esquizofrenia não é um distúrbio que demonstra múltiplas personalidades. E sim, uma doença muito mais complexa, crônica e que exige um tratamento por toda a vida para aqueles que as obtém.

Loucura não é uma palavra muita coesa para usar quando referimos a esquizofrenia, se torna de certa forma uma palavra de tom preconceituoso, portanto, a palavra mais coerente é transtorno!

A doença de esquizofrenia significa um transtorno mental, onde pessoas esquizofrênicas possuem muita dificuldade de distinguir o imaginário da realidade, seu raciocínio e pensamento lógico são afetados por este distúrbio e por consequências, suas respostas emocionais e comportamentais não são consideradas normais se comparado ao que chamamos de estados de normalidade e sã consciência.

Neste artigo vamos conhecer um pouco mais sobre esta doença que ao mesmo tempo assusta, também nos trazem muitas dúvidas.

O que é esquizofrenia e sua causa?

Como dito anteriormente a esquizofrenia é considera um transtorno mental e suas causas ainda são desconhecidas. Mas, segundo estudiosos e médicos especialistas em saúde mental, acredita-se que exista a combinação de muitos fatores para tal distúrbio, e dentre estes, problemas genéticos e o meio ambiente em que a pessoa convive pode ser uma combinação “bomba” para aqueles propensos a doença.

Sintomas

Os sintomas da esquizofrenia podem variar de uma pessoa para a outra, contudo, os mais comuns são:

  • Delírios;
  • Alucinações;
  • Pensamentos confusos e desorganizados;
  • Habilidades motoras dificultosas e anormais;
  • Não demonstrar sentimentos ou emoções;
  • Não fazem contato visual;
  • Possuem uma fala muito monótona;
  • Diminuição da fala;
  • Total perda de interesse em realizar atividades cotidianas;
  • Perda de ânimo para se cuidar, tornando- se negligentes consigo mesmo;
  • Isolam-se totalmente da vida social;
  • Sentem-se incapazes de fazer qualquer atividade e não alcançam prazer em nada realizado.

Diagnósticos e exames

Diagnóstico

Ainda não existem exames médicos que esteja disponível e que tenha a capacidade de diagnosticar a presença de esquizofrenia em um indivíduo. Para que qualquer pessoa possa ser diagnosticada é necessária avaliação de um médico psiquiatra, onde ele fará uma minuciosa entrevista com a pessoa e todos aqueles que convivem com ela. A partir daí o médico terá uma breve base do psicológico do paciente. Importante lembrar que o paciente nunca deverá ir às consultas sozinho, ou seja, devem ser sempre acompanhados de alguém de seu convívio familiar.

Alguns exames podem ajudar a destacar a doença ou não, mesmo não dando uma certeza sobre o diagnóstico, os médicos especialistas devem pedir:

  • Tomografias;
  • Ressonâncias magnéticas;
  • Exames de sangues.
Esquizofrenia

Tratamento

Como dito no começo deste artigo a esquizofrenia requer um tratamento por toda a vida, mesmo que seus sintomas desapareçam. Os tratamentos são através de terapias psicossociais e medicamentosas, ambas ajudam a controlar a doença.

Durante todo os períodos inclusive os de agravamento dos sintomas ou crises, pode se fazer necessário uma internação hospitalar, garantindo ao paciente toda segurança, alimentação adequada e dosagem correta de medicações. Além do médico psiquiatra, os psicólogos, assistentes sociais e enfermeiros psiquiátricos juntamente com os familiares podem auxiliar nessa reabilitação, sem contar com os efeitos dos medicamentos.

Prevenção

Infelizmente não existe uma maneira de prevenir a doença de esquizofrenia, mas, é muito importante fazer visitas regulares aos seus médicos ou terapeutas, manter uma vida saudável, realizar suas atividades rotineiras. Procure se distrair sempre que possível com uma boa leitura de um livro, uma boa música e dentre outras atividades que façam com que sua mente descanse um pouco.

Doenças do Coração

Começaremos este artigo falando de um modo generalizado sobre todas as doenças cardíacas, e que como algumas pessoas sabem, as doenças ligadas ao coração nunca surgem de forma repentina. Simplesmente aparecem de forma sorrateira e costumam se desenvolver com o passar do tempo e de acordo com os hábitos de vida dessas pessoas. Algumas dessas descobertas só aparecem quando um indivíduo em algum momento de sua vida precise passar por procedimentos ou exames referentes ao coração, o que pode ser através de um simples eletrocardiograma ou realizar um teste de esforço que daí surge o revelado diagnóstico.

Existem diversas doenças que afetam o coração, e neste artigo vamos conhecer algumas delas. Dentre muitas, escolhemos 3, que são elas: arritmia ou disritmia, insuficiência cardíaca e infarto agudo do miocárdio.

Vamos conhecer agora o que é cada uma delas.

Arritmia ou disritmia: mais popularmente conhecida com a palpitação, é uma alteração que ocorre nos nossos batimentos cardíacos.

Insuficiência Cardíaca: é quando o coração não consegue bombear sangue suficiente para suprir toda a necessidade de seu corpo.

Infarto Agudo do miocárdio: mais conhecido como ataque cardíaco ou aperto no peito. Acontece pela ausência ou diminuição de fluxo sanguíneo no coração, com a falta do sangue para levar oxigênio e nutrientes para o coração as suas células começam a morrer, dando o nome de infarto agudo do miocárdio (que é um musculo do coração).

doença do coração

Sintomas

No geral todos os sinais e sintomas que se manifestam em quase todas as doenças cardíacas são muitos parecidos e suas diferenças são mínimas. Listamos os principais que acometem qualquer doença do coração, confiram abaixo:

  • Muita falta de ar estando em repouso ou fazendo algum esforço;
  • Dor na região peitoral;
  • Ficar facilmente cansado;
  • Tonturas e desmaios;
  • Sente palpitações na região do peitoral ou pescoço;
  • Tosses constantes e secas;
  • Pressão alta;
  • As suas extremidades ficam de cor azuladas pela falta do fluxo sanguíneo;
  • Inchaços no geral nas pernas e tornozelos;
  • Apresenta má circulação, principalmente nas pernas;
  • Impotência sexual.

Se você possui alguns desses sintomas, o ideal é procurar um médico cardiologista ou até mesmo vascular, para que eles façam uma avaliação e solicitem todos os exames necessários para diagnosticar ou não a sua doença cardíaca.

Tratamento

doença do coração

Os tratamentos para as doenças cardíacas são muito simples, mas, requerem muita força de vontade. O paciente deverá ter acompanhamento do médico especialista periodicamente e evitar as seguintes atitudes:

  • Sedentarismo;
  • Obesidade;
  • Colesterol descontrolado;
  • Má alimentação;

Além de tudo, você deverá seguir a receita piamente e tomar todas medicações de forma correta, se necessário e se o caso for mais grave, o médico encaminhará os pacientes para outros tratamentos como o cirúrgico.

Prevenção

doença do coração

Para a prevenção das doenças cardíacas as pessoas que tem maior propensão devem ter uma tenção especial, principalmente quando tem históricos familiares deste tipo de doença. Com isso, deverão seguir algumas regras como:

  • Ter uma boa alimentação;
  • Fazer atividades físicas;
  • Diminuir o sal e o açúcar de suas refeições;
  • Cortar as gorduras;
  • Não fumar;
  • Não beber bebidas de teor alcoólico em excesso;
  • Evita tensões e situações que o levam a alto nível de estresse.

Cuidar da saúde nunca é demais. Procure seu médico e mantenha uma atividade física regular para melhor aproveitar os benefícios de uma vida saudável e livre de complicações cardiovasculares.

Cálculo Renal

O cálculo renal é uma doença caracterizada pela presença de uma massa sólida formada por cristais bem pequenos que podem se alojar nos rins ou em qualquer órgão do sistema urinário. Popularmente, o cálculo renal é conhecido como “pedra nos rins”.

Tipos de cálculo Renal

O cálculo renal se apresenta sobre quatro formas diferentes, sendo elas: cálculo de estruvita, cálculo de cistina, cálculo de cálcio e cálculo de ácido úrico.

O cálculo de estruvita costuma ser encontrado em mulheres que sofrem com infecção no trato urinário. As pedras causadas por esse tipo de cálculo podem crescer demasiadamente e obstruir o rim ou a bexiga.

O cálculo de cistina, como o próprio nome já diz, aparece nas pessoas que sofrem com a cistinúria, conhecida doença renal de aspecto hereditário que pode atingir tanto os homens quanto as mulheres.

O cálculo de cálcio é o tipo mais comum, e pode ocorrer com maior incidência nos homens do que nas mulheres. Geralmente, as “pedras” de cálcio aparecem entre os 20 e os 30 anos, e podem surgir novamente mesmo após o tratamento.

Esse tipo de problema acontece quando o cálcio se une à outras substâncias como o fosfato e o carbonato, e forma a pedra. As dietas à base de vitamina D costumam favorecer o surgimento do cálculo.

Cálculo Renal – Sintomas e Tratamento

As pedras nos rins podem existir sem o aparecimento de nenhum sintoma no inicio. A dor só começa quando elas começam a se movimentar pelos órgãos do trato urinário. Entre os principais sintomas da doença, podemos citar:

– Dor ao urinar

– Dores fortes na região abdominal

– Urina avermelhada ou com a presença de sangue

– Necessidade frequente de urinar

– Vômito e náuseas

Se você está sofrendo com um ou mais desses sintomas, está na hora de procurar um médico. Durante a consulta, você deve informar ao médico quais são os seus sintomas, com que frequência eles aparecem e desde quando você notou o surgimento deles.

Como fazer o diagnóstico do cálculo renal

Ultrasom para diagnóstico do cálculo renal

Geralmente, o profissional mais indicado para cuidar de um paciente que apresenta sintomas de cálculo renal é o nefrologista. No momento da consulta, é importante que você esteja preparado para responder à algumas perguntas e também para expor todas as suas dúvidas relacionadas à doença.

Para confirmar o diagnóstico, o médico deverá solicitar alguns exames como exames de sangue, de urina e de imagem.

Antes de começar o tratamento, é necessário identificar qual é o tipo de cálculo renal, o que está provocando o aparecimento das pedras e qual são o tamanho das mesmas.

Geralmente, quando as pedras são muito pequenas, não será preciso que o paciente passe por procedimentos invasivos. É necessário apenas que ele siga estritamente as orientações do médico.

Os médicos costumam sugerir que o paciente beba muita água, para que as pedras sejam eliminadas através da urina, e tome analgésicos para aliviar a dor provocada pelo cálculo renal.

Quando as pedras são muito grandes e provocam dores fortes no paciente, o tratamento deverá ser feito de forma diferente. Nesse caso, as pedras não podem ser eliminadas de forma natural, e é necessário realizar procedimentos mais invasivos, como uma traqueostomia, por exemplo.

Na traqueostomia, o paciente sofrerá um pequeno corte na região das costa, e as pedras maiores serão retiradas por um procedimento cirúrgico.

Para evitar o aparecimento do cálculo renal, procure tomar bastante água, reduzir a quantidade de proteína e sal nas suas refeições e evitar os alimentos ricos em oxalato, como a batata, as nozes e o chocolate.

Como todos nós sabemos, é sempre melhor prevenir do que remediar. O cálculo renal não é um problema grave, a princípio, mas se não for tratado corretamente, pode acabar se tornando um.

Como eliminar o cáculo renal

Como acabar com o cálculo renal

Pequenos cristais são responsáveis pela formação de uma massa sólida que dão origem ao cálculo renal. Esse problema afeta principalmente os rins, mas pode afetar qualquer outro órgão do trato urinário. Se você sofre desse mal, confira como acabar com o cálculo renal.

A causa desse grande problema, pode se dar quando há maiores quantidades de substâncias como o cálcio, ácido úrico e oxalato na urina. São essas as substâncias que são capazes de formar os cristais que dão origem as pedras.

Como acabar com o cálculo renal de uma vez por todas

Quem já sofreu com cálculo renal sabe as dores que esse problema trás. Tamanha são elas que levam a vômitos, náuseas, febre e até mesmo sangue na urina. Sabemos que quanto maior o cálculo, maior a dor também.

  • Beba bastante líquidos

Os líquidos são importantes para qualquer pessoa que queira se manter saudável. Eles são os responsáveis pela hidratação do nosso corpo.

Beber no mínimo dois litros de líquidos por dia, é o mais indicado para quem está com dúvida sobre como acabar com o cálculo renal e colocar um ponto final nesse problema.

A água por exemplo, é capaz de diminuir a concentração da urina. Isso faz com que os cristais sejam diluídos, impedindo o seu crescimento.

  • Evite ingerir álcool em excesso

Em primeiro lugar, o ponto negativo em relação ao álcool é que ele é capaz de criar uma grande dependência. Mas para aqueles que ainda insistem nessa ideia de continuar bebendo de forma exagerada, alguns outros problemas podem ser gerados também.

O álcool aumenta o ácido úrico no nosso organismo por conta de elevar a nossa desidratação. As bebidas que são fermentadas possuem maior quantidade de ácido e o seu consumo pode gerar o problema com as pedras.

  • Cuidado com o seu suor

Seja em razão do calor ou por conta de atividades físicas, o nosso corpo sofre com, além do desgaste físico, com uma desidratação intensa também. Por esse motivo, a urina vai ficando cada vez mais concentrada e as chances de um cálculo renal aparecer, são ainda maiores.

Nunca escolha parar com suas atividades físicas, pois elas auxiliam na nossa saúde. Apenas aprenda que se hidratar é sempre a melhor escolha.

  • Evite comer sal

Com um alto consumo de sal, a excreção do sódio fica elevada. Isso faz com que a produção de fósforo, cálcio,oxalatos e ácido úrico seja aumentada. Justamente isso pode causar as famosas pedras no rim.

Aprenda que uma das alternativas de como acabar com o cálculo renal é realmente usar cada vez menos, o sal. Isso é apenas um hábito que se nós forçarmos o costume, com certeza será possível.

  • Cuidado com as proteínas e com o cálcio

Principalmente as pessoas que já sofrem com o cálculo renal devem aprender a evitar as proteínas e o cálcio em excesso.

A proteína animal por exemplo, aumenta a secreção do ácido úrico urinário. Isso pode ajudar a gerar e a agravar os casos de cálculo renal.

Já em relação ao cálcio, vale somente para as pessoas que desenvolveram esse problema por conta desse nutriente. Em razão disso, será feito um controle para evitar a formação das pedras e também para evitar as que já existem.

Aprenda como acabar com o cálculo renal e dar tchau para esse problema

Nunca esqueça que diante de qualquer desconforto somado com febre, é muito importante procurar por atendimento médico em caráter de urgência. Cuide da sua saúde sempre!

Agora você já conhece algumas dicas de como acabar com o cálculo renal e você já pode começar o mais cedo possível. Não se deixe sofrer com esse problema que causa tantas dores.

Posts navigation

1 2 3 4 5 6
Scroll to top