Descubra o trekking, esporte de aventura que fortalece ossos e músculos

atividade ao ar livre

Atividades físicas são benéficas em qualquer momento e lugar, mas realizá-las em meio à beleza da natureza as torna ainda mais satisfatórias. No trekking, a caminhada ocorre em trilhas que podem passar por florestas, riachos, cavernas e montanhas. Descubra o que essa atividade física propicia aos seus praticantes e como aderir a esse esporte de aventura.

Foto: Shutterstock

O trekking é um esporte de grandes benefícios e pequeno investimento. Com tênis, repelente, filtro solar, mochila e roupa confortável, é possível começar, embora também seja recomendado o uso de GPS e bússola durante os passeios.

Para o corpo, o trekking proporciona resultados bem interessantes. Por aliar tantas qualidades, tornou-se um dos esportes de aventura mais praticados no Brasil. Os resultados são o fortalecimento dos ossos, músculos, tendões e ligamentos, principalmente das pernas, redução do peso corporal e incremento da resistência cardiovascular e da circulação.

Além do ganho físico, o esporte também ajuda a manter o corpo em forma e a mente relaxada, com a melhora da autoestima e da qualidade do sono. Tudo isso o trekking proporciona, além da convivência com a natureza, ar puro e aventura. Os praticantes concordam que o esporte agrega menor risco e menor carga de problemas se forem dosados e respeitados os limites de cada pessoa.

Prática do trekking

O trekking pode ser categorizado em três níveis de dificuldade: leve, direcionada a iniciantes, fazendo percursos mais planos com duração máxima de 1 hora; médio, para praticantes com nível de experiência intermediário, e com duração máxima de 2 horas; e pesado, para praticantes experientes ou competidores, com duração acima de 3 horas e até mesmo dias.

O trekking alia o prazer em contemplar a natureza com os benefícios da atividade física. Mas se engana quem pensa que, para praticá-lo,basta colocar uma bota nos pés e sair por aí. Por mais simples que possa parecer, esse exercício deve ser feito de forma adequada, com segurança e orientação, a fim de que a diversão não acabe mal. 

Um dos aspectos mais importantes dessa atividade é a solidariedade. Como não dá para percorrer trilhas sozinho, deve-se recorrer aos companheiros de aventura. E para o primeiro trekking em determinada região, recomenda-se o reconhecimento prévio da área, o acompanhamento de alguém que já conheça o local ou a contratação de um guia especializado que tenha bom conhecimento das trilhas do lugar.

Abaixo você pode conferir algumas dicas importantes de como se preparar para a atividade. Estas recomendações dizem respeito a um trekking que pode conter banho de cachoeira, caverna e escalada: 

Dicas para o trekking

– Procure informar-se sobre o local no qual vai fazer trekking

– Adquira uma mochila adequada

– Evite usar bota nova para fazer trilha

– Não leve excesso de peso

– Leve sempre mapa, bússola e GPS

– Não danifique a trilha

– Informe a sua família para onde você vai, algum meio de contato e a previsão de retorno

– Faça o trekking acompanhado de um guia experiente ou uma agência especializada.

Academia ao ar livre é certeza de bom resultado e treino acessível

A academia ao ar livre é uma excelente opção para quem deseja começar a fazer atividade física. Uma das vantagens é o ambiente agradável e com aparelhos que ajudam a trabalhar a força muscular e a ativar as articulações. Apesar de se realizar fora de uma academia, a orientação profissional pode maximizar os resultados e dirimir os riscos inerentes à prática.

Academia ao ar livre

Academia ao ar livre

O preparo físico e o fortalecimento são primordiais na prevenção de dores, principalmente na região dos ombros, tanto para quem sofre de bursite ou tendinite, por exemplo. A academia ao ar livre pode trazer de volta a rotina de exercícios a fim de tratar e evitar a inflamação, no entanto, deve-se ter cuidado, pois na hora da crise o exercício não é recomendado.

Na academia ao ar livre, os aparelhos auxiliam nos trabalhos com a cintura escapular e a fortalecer os músculos. Tem inclusive os aparelhos que simulam o transport, que ajudam a queimar calorias e na ativação das articulações. Cabe ressaltar que se o resultado esperado for o emagrecimento, deve-se associar à atividade física uma dieta equilibrada.

Independentemente do seu caso, seja para prevenir dores ou apenas para ganhar massa muscular, o início de qualquer atividade deve ser acompanhado de uma visita ao médico e de uma busca por supervisão profissional. Essas duas medidas podem evitar lesões e aprimorar os resultados ao corpo.

Exercícios da academia ao ar livre

Educadores físicos sugerem uma série para ser feita na academia ao ar livre e a forma correta para executar cada um deles. As atividades de aquecimento devem ser realizadas de 5 a 10 minutos. Para os exercícios, o ideal é desenvolver quatro séries de 15 a 20 repetições, com intervalos de um a dois minutos para recuperação da musculatura. Não se pode esquecer o alongamento ao finalizar o treino. Após dois meses, programa pode ser revisto com o intuito de incrementar seus benefícios.

Confira exercícios que normalmente podem ser feitos na academia ao ar livre:

Esqui

Atua basicamente na região das coxas e glúteos. Integra a parte de aquecimento e deve ser realizado entre 5 a 10 minutos.

Trabalha quadris, membros inferiores, região lombar e o equilíbrio. Lembre-se de manter o abdômen contraído, quadril encaixado e as pernas com leve flexão.

Multiexercitador

Excelente opção para idosos que não possuem problema no ombro, já que proporciona mobilidade na região. Deixe os cotovelos afastados e eleve os braços sem que haja a extensão completa. O aparelho agrega também cadeira flexora, extensora e puxador. Trata-se de um achado para a academia ao ar livre devido a suas múltiplas funções.

Simulador de cavalgada

Dentre os aparelhos da academia ao ar livre, é o que exige mais força. Atua diretamente na coordenação, equilíbrio, membros inferiores e superiores. A remada no alto exercita as costas e na isometria a pessoa exercita o quadríceps. Deixe sempre a coluna ereta e o abdome encaixado.

Pressão de pernas

Este exercício favorece a musculatura das pernas.Fique sentado com as costas apoiadas no banco e deixe os pés na base e as mãos na lateral do corpo. Estique as pernas e volte à posição inicial antes da extensão total.

Scroll to top